March 1, 2012 / 5:12 PM / 6 years ago

Lucro ajust. REN 2011 sobe 9,3 pct para 131 ME, acima previsto

LISBOA, 1 Mar (Reuters) - O lucro líquido ajustado da REN-Redes Energéticas Nacionais teve uma subida maior do que o esperado de 9,3 pct para 131 milhões de euros (ME) em 2011, suportado no aumento da base de activos regulados de electricidade, disse a REN.

“Os resultados da REN reflectem a solidez da empresa e a sua capacidade de execução, mesmo numa conjuntura macroeconómica difícil”, referiu o Chief Executive Officer (CEO) da REN, Rui Cartaxo, em comunicado.

O lucro líquido da REN em 2011 exclui o efeito do reforço para o dobro de uma provisão de 12,05 ME relativa ao contencioso com a Amorim Energia sobre os dividendos da Galp Energia .

A média das estimativas de três analistas apontavam para um lucro líquido ajustado de 125,6 ME em 2011 contra o lucro recorrente de 119,8 ME há um ano.

A operadora das redes de transporte de gás e electricidade de Portugal adiantou que, no mesmo período, o EBITDA-Earnings before Interests Taxes Depreciation and Amortization subiu 9,5 pct para 472,5 ME.

Segundo a REN, “os números alcançados reflectem uma melhoria dos resultados operacionais, reflexoo da expansão da base de activos, da aposta numa maior eficiência organizacional e consequente redução dos custos operacionais controláveis (‘opex’)”, adiantou a REN em comunicado.

A dívida líquida da REN situou-se em 2.301,3 ME no final de Dezembro de 2011, face a 2.100 um ano.

O investimento da REN ascendeu a 349,4 ME em 2011, uma queda homóloga de 21 pct contra o ano anterior.

O Governo seleccionou recentemente a China State Grid (CSG) e a Omã Oil para comprar, respectivamente, 25 pct e 15 pct da REN, no âmbito da privatização de 40 pct prevista no ‘bailout’ de 78.000 ME a Portugal.

A CSG assegura ainda, através do China Development Bank, uma linha de financiamento de 1.000 ME para a operadora, que prevê um capex de 3.200 ME até 2016.

Para além da CSG com 25 pct e da Omã Oil com 15 pct, a REN é ainda detida em 11 pct pelo Estado, 8,4 pct pela EGF-GCF (Logoplaste), seguido da Gestmin com 5,6 pct, sendo que a EDP, a espanhola Red Eléctrica e a Oliren têm, cada uma, cinco pct. (Por Filipa Cunha Lima; Editado por Sérgio Gonçalves)

Our Standards:The Thomson Reuters Trust Principles.
0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below